Moda circular: conceito, exemplos e como se engajar

Moda circular: conceito, exemplos e como se engajar

O que é moda circular?

Moda circular é uma prática da economia circular, que pensa o desenvolvimento de produtos num ciclo de vida mais durável, regenerativo e sustentável.

Uma vez que a moda tem um impacto cada vez mais negativo ao planeta, medidas para a circularidade buscam frear os efeitos da crise climática que estamos vivendo.

Segundo o instituto internacional Ellen Macarthur Foundation, referência no assunto, a moda circular passa pela eliminação do desperdício e poluição; a circularidade de produtos e materiais; e a regeneração dos solos. 

Economia circular na moda

Se numa perspectiva linear e tradicional os processos se baseiam em extração, produção, consumo e descarte, a economia circular busca produzir de forma integrada com nossos ecossistemas. Produtos são projetados para serem reciclados e continuar num ciclo de uso, conforme a imagem abaixo.

Ainda, é necessário diferenciar a economia circular da reciclagem. Enquanto o processo de reciclar faz gestão dos resíduos no final do processo produtivo, na economia circular isso é pensado desde o princípio. Ou seja, ao desenvolver um produto, é necessário considerar a durabilidade, sua reinserção de volta ao solo ou num novo produto. 

 

economia circular
Reprodução: DBM Sistemas

Moda circular: 5 formas de praticar 

As micro-ações podem parecer pequenas, mas são a porta de entrada pra uma vida mais consciente. Por isso, você também é uma protagonista nessa conversa! Pra exemplificar, aqui vai algumas dicas de como se engajar:

  1. Pesquise sobre tecidos que façam sentido para sua realidade. Aqui entra fazer compras conscientes e necessárias. Do ponto de vista dos tecidos, dê preferência a materiais de qualidade e peças confortáveis de acordo com o clima da sua cidade.
  2. Dê preferência às peças usadas. Sempre que puder, dê uma chance para as peças de brechó. Lá você pode garimpar roupas e acessórios exclusivos e com muito estilo. 
  3. Prolongue o uso das suas roupas. Afinal, foi um longo caminho para ela chegar até você. Nada de descartar suas roupas sem usá-las ao máximo, certo? 
  4. Quando uma roupa chegar ao fim de vida útil, busque as marcas para entender qual soluções elas têm. Por exemplo, aqui na Herself, onde temos um programa de logística reversa!
  5. Fique atenta à lavagem verde, já que a moda circular exige dados e transparência.

    Sobre isso, veja: Calcinha menstrual biodegradável: de olho na lavagem verde.

Mas, não se esqueça: a economia circular é complexa. E, o poder público e privado também são responsáveis por essa transformação. 

Afinal, se como consumidoras, não está em nossas mãos agir rumo a uma mudança sozinhas, consumir de quem está comprometido com essas ações pode fazer a diferença!

Exemplos de moda circular

Mas como a moda circular acontece na prática? Bom, não existe uma única bibliografia e nessa transição de um modelo linear para circular, cada negócio deve adaptar seus processos. 

Nós gostamos muito do método de moda circular lançado recentemente pelo Modefica, que aplicou o conceito de Ellen Macarthur Foundation para as necessidades do Sul Global. Assim, estando nesse Brasil tão plural e cheio de particularidades, podemos ter como parâmetro: 

  • Design de produto circular. Aqui entram práticas de design para durabilidade e para reciclagem, que devem ser levados em consideração desde a criação da peça.
  • Design de processos e fluxos circulares. Como por exemplo as práticas de upcyling e logística reversa. 
  • Sistemas vivos: regenerar a natureza. Por exemplo, usando materiais compostáveis e se comprometendo com a restauração e melhora do solo. 
  • Recursos e toxicidade limitadas. Que diz respeito à redução de energia, água e saídas químicas na produção têxtil. 
  • Condições locais do sistema: internalizar externalidades. Aqui, deve ser levado em conta seguir as políticas públicas do país e priorizar a produção nacional com rastreabilidade. Além disso, levar em conta a acessibilidade dos produtos e parcerias com instituições educativas também são essenciais. 
  • Sociedade: justiça e ecologia social. Como relações justas, diversidade, geração de novos empregos e inclusão de atores informais. Nesse sentido, a igualdade de gênero e raça são demandas importantes no tema. 

Moda circular brechó: qual é a relação?

Os brechós possuem um protagonismo na discussão sobre a moda circular. Segundo o Sebrae, de 2020 para 2021, o mercado de segunda mão cresceu 48,5%. Quando as roupas usadas estão circulando, seu tempo de vida útil é estendida. 

Da mesma forma, o upcycling também é uma prática mais sustentável. A partir de roupas usadas são feitos novos produtos.

Embora essas técnicas estejam se popularizando com marcas de grife, essa inteligência coletiva está presente há anos na periferia brasileira. Como é o caso da “Remexe”, cooperativa de moda sustentável do Centro Cultural Lá da Favelinha, que cria a partir de resíduos têxteis. Dessa forma, as práticas se encaixam não só no design para durabilidade, como também na diversidade, por promover renda a pessoas de diferentes etnias e contextos sociais.

brechó
Reprodução: Instagram Remexe

Mas, então, todo brechó faz parte da moda circular? Em alguma medida, alguns possuem produtos circulares. No entanto, nem todo o brechó opera nessa lógica. Práticas como upcyling, melhor uso dos tecidos, reciclagem e sustentabilidade social também devem ser levados em consideração.

3 livros para se informar sobre o tema

Por fim, se você quer se informar mais, temos ótimas dicas. Abaixo listamos as principais referências desse texto. Alguns, como o caso de Cradle to Cradle (Berço ao Berço), infelizmente não tem tradução para o português. Mas os outros três estão disponíveis, repletos de dados e pesquisa. Assim, fica mais fácil se tornar um agente ativo nessa mudança, né? Confira:

1.Cradle to Cradle de William McDonough e Michael Braungart

Essa é uma das principais escolas de economia circular. Caso você consiga ler em inglês, vá fundo nessa leitura

moda circular
Compre aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2. Economia Circular, da Catherine Weetman

 Já esse livro aqui é a principal referência com tradução para o português. Apresenta estratégias e métodos para           empreendedores e atuantes em empresas 🙂

moda circular
Compre aqui.

     

 

 

 

 

 

 

 

 

3. Fios da Moda, do Instituto Modefica

E, por fim, um relatório incrível feito pelo Instituto Modefica, que apresenta todas as teorias da moda circular, métodos, dados e desafios sobre essa agenda aqui no Brasil. Essa é leitura obrigatória <3

moda circular
Compre aqui.

 

 

 

Share this post

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.