Tem Black Friday na Herself?

Tem Black Friday na Herself?

A Herself começou como e-commerce lá em 2018, quando após ouvir mais de 800 mulheres criamos a primeira calcinha menstrual co-criada do Brasil. 

Desde aquela época a gente sentia um certo desconforto com a Black Friday. Era uma constante dúvida entre atender a nossa rede, mas por outro lado agir de uma forma incoerente com o que acreditamos.

Por isso, hoje resolvemos contar tudo sobre o nosso posicionamento quanto a essa campanha.

O problema da Black Friday

Em 2019 e 2020 a Herself teve a oportunidade de realizar ações de desconto na Black Friday, mas escolheu manter o seu preço. O que nos levou a tomar essa decisão foram alguns pontos:

  1. o uso do nome Black Friday reproduz ainda uma nomenclatura racista, onde o que é preto tem menos valor;
  2. a campanha faz parte de um contexto norte-americano que busca aproveitar o retorno do feriado de Dia de Ação de Graça para retomar as vendas no varejo – feriado este que não temos aqui;
  3. por ter um estímulo gigantesco ao consumo, leva muitas pessoas a comprar mais do que precisam ou podem pagar. Isso gera um aumento no endividamento e no descarte de produtos.

Outro ponto que nos incomodava era que algumas marcas disponibilizavam preços muito abaixo dos praticados durante o ano. E isso fazia a gente se perguntar; por que dar acesso apenas uma vez ao ano?

Imagine só você comprar algo com 50%, 60% de desconto. Já parou pra pensar quanto do preço real era lucro? Ou mesmo, quais fornecedores precisaram flexibilizar seus custos para caber na conta da empresa?

Sabemos que nossos produtos ainda não são acessíveis a todas as pessoas. O valor das peças é algo que sempre conversamos, no entanto, sem nunca deixar de lado os nossos diferenciais. Por exemplo; a qualidade e durabilidade de 3 anos, mão-de obra local e uso de matérias-primas 100% brasileiras.

Infelizmente, em nosso país o custo de uma produção responsável ainda é alto, mas trabalhamos de diferentes maneiras para reduzir isso, seja investindo em pesquisa e inovação para desenvolvimento de produtos acessíveis o ano todo, buscando alternativas de redução de frete ou melhores condições de pagamento.

É um caminho longo, mas estamos em constante transformação para melhorarmos sempre.

Mas o que mudou para esse ano?

Entendendo que 2021 foi um ano muito difícil, onde tudo que precisamos para existir – comida, luz, transporte, saúde – ficou muito mais caro, decidimos abrir uma exceção para a campanha de Black Friday.

O ponto que mais pesou nessa decisão foi a sustentabilidade, pois conversando com algumas clientes entendemos que muitas delas estavam se organizando há meses para poder comprar calcinhas, biquínis e protetores menstruais da Herself – argumento esse que nos deu segurança para elaborar a ação da Semana Vermelha.

No período de 20 a 30 de novembro, teremos alguns produtos selecionados do nosso site com 20% de desconto. Para que seja possível dar esse desconto respeitando todos os envolvidos na rede produtiva, estaremos abrindo mão durante a Semana Vermelha da porcentagem destinada à pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e tecnologias.

 

 

Porém, não faria sentido para a Herself criar uma ação apenas com foco em desconto, pois o nosso negócio sempre buscou agir socialmente. Por ainda sermos uma empresa pequena, hoje investimos um bem muito precioso nas ações que executamos: o tempo do time e da CEO da marca.

Impacto o ano todo

São muitas as atividades que colocamos no mundo. Como o auxílio no desenho de projetos de lei, cobrança por políticas públicas, atividades em escolas e institutos penais. Em todas elas, a Raíssa está puxando a frente, participando ativamente e recebendo todo o apoio do time da Herself para isso.

Um dos projetos que nós temos muito orgulho de ter co-criado é a Caravana Menstrual, que busca facilitar o acesso à educação menstrual para meninas e jovens que desconhecem como funcionam os órgãos sexuais femininos e os ciclos menstruais.

A Caravana Menstrual (link texto blog) terá a sua terceira edição no Brasil em 2022. Você pode escolher apoiar o projeto comprando Herself e, no período da Semana Vermelha, usando o cupom “eunacaravana”, destinar 10% do valor da compra para a ação.

As clientes que optarem pelo uso do cupom, participarão de um sorteio para selecionar quem irá viajar com a gente e educadoras menstruais de outros países espalhando a educação menstrual pelo Brasil.

Por fim, queremos reforçar que todo o investimento é importante, sendo ele em formato de dinheiros, mensagens de apoio, disponibilidade de tempo e braço para executar as ações. Demais, né?

A Herself não teria chegado até aqui sem a nossa comunidade. Faremos tudo que tiver ao nosso alcance para que meninas, jovens e pessoas que menstruam possam escolher como querem viver os seus ciclos.

Que a (re)volução continue!

Share this post

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0
Herself