Exercícios para colica: 3 modalidades para diminuir a dor

Exercícios para colica: 3 modalidades para diminuir a dor

Exercícios para colica: você conhece os benefícios? Conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde) um adulto entre 18 e 64 anos deve fazer no mínimo 150 minutos de exercícios por semana. Esse é o indicado para uma vida com mais saúde e qualidade.

Quando estamos menstruadas ou com cólica, as atividades físicas não precisam ser interrompidas. Pelo contrário: elas liberam hormônios do prazer e bem-estar que podem diminuir sintomas como fadiga, irritabilidade e… ela mesma, a cólica! Confira então dicas para praticar yoga, pilates e dança como tratamento!

Pode fazer exercícios quando está menstruada?

Se você já se perguntou se pode fazer exercícios menstruada: pode e muito! Afinal, são inúmeros os benefícios para a saúde física e mental

Muitas vezes, o período menstrual gera uma baixa de energia. Por conta disso, é só chegar perto dessa fase para bater aquela vontade de não ir à academia, certo? No entanto, os exercícios influenciam diretamente na nossa disposição e bem-estar. Se é difícil começar, você pode apostar que o final proporciona mais energia e a sensação de dever comprido.

Para além desses benefícios no humor, os exercícios também podem aliviar as dores que chegam junto da menstruação. Ao se movimentar você relaxa os músculos e isso alivia as tensões do corpo. Da mesma forma, liberamos hormônios da felicidade, que ajudam quem sofre com cólicas menstruais, como veremos a seguir. 

Como os exercícios físicos aliviam a colica?

Os exercícios físicos liberam endorfina, uma substância que funciona como um analgésico natural. Por isso, é comum sentir prazer após movimentar bastante o corpo. Além disso, as atividades físicas também auxiliam no equilíbrio hormonal, fazendo com que as contrações uterinas — que causam a cólica — não sejam tão intensas.

Como já falamos neste texto, existem dois tipos de cólica menstrual. A primeira, conhecida como cólica primária, tem uma origem química. Isto é: ela é causada por um hormônio chamado prostaglandina. Ela é mais leve e costuma aparecer antes do período menstrual ou nos primeiros dias de menstruação. Enquanto a segunda, chamada cólica secundária, tem uma origem funcional. Ela é geralmente mais intensa e está relacionada a distúrbios como endometriose. 

Os exercícios físicos são benéficos para os dois casos. Entretanto, no caso de cólica secundária é necessário um tratamento especializado. Já no caso de origem química, as atividades físicas têm um resultado ainda mais intenso. Se aliadas a uma alimentação saudável e uma rotina de autocuidado então: você pode se ver livre de dores rapidinho!

Sugestão de leitura: entenda a relação entre alimentação e ciclo menstrual!

3 exercícios físicos indicados para colica

Pilates

O pilates é um método de exercício aeróbico que visa melhorar a consciência corporal. Através de práticas leves e intensas, ele promove a flexibilidade, alívio de tensões, melhora da postura e do tônus muscular. Praticando regularmente, você terá um alívio significativo das cólicas primárias. 

Yoga

Semelhante ao pilates, o yoga também trabalha posturas a partir da consciência corporal. A atividade tem como base a integração da mente, corpo e espírito. Assim, reduz de forma significativa os sintomas que se manifestam no corpo físico e mental. Como, por exemplo, é o caso da ansiedade. Portanto, qualquer origem emocional que esteja influenciando essas dores pode ser amenizada.

Além disso, tanto no pilates como na yoga, há exercícios de mobilidade pélvica. Se você não sabe o que é isso, confira nossa matéria sobre exercícios de kegel. Em resumo, essas atividades melhoram a circulação uterina, aliviam a dor e promovem mais relaxamento. 

Dança

Por fim, indicamos a dança, que é eficaz para aliviar dores relacionadas ao período menstrual. Primeiro, porque a dança pode ser divertida e, nesse processo, a liberação de endorfina é bem grande. Também porque algumas danças envolvem mexer os quadris ou rebolar. Isso massageia os órgãos da pelve, promovendo mais fortalecimento na região. Dessa forma, as contrações da cólica podem ser diminuídas. A longo prazo você também se sente mais confiante e com autoestima lá em cima: só vantagens!

2 dicas de exercícios e posições para aliviar a colica

Yoga: postura da criança (balasana)

Essa postura alonga suavemente os quadris, coxas e tornozelos. Também induz o relaxamento, sendo super útil em momentos de dor. Nessa variação praticada pelo canal “Fernanda Yoga”, você pode usar uma almofada. Assim, você também sente uma pressão e calorzinho na região do abdômen que é super prazerosa. Siga o passo a passo dando play no vídeo abaixo.

exercícios para colica
Clique na imagem para conferir. Reprodução: Canal Fernanda Yoga no Youtube.

Exercício pélvico: contrair e levantar os braços

Os exercícios pélvicos podem estar tanto em práticas como pilates, como yoga ou exercícios de “contrair e relaxar”. Não se esqueça de começar respirando fundo e treinando bem o movimento da pelve antes de ir para a região dos braços. Confira passo a passo na imagem abaixo.

exercícios para colica
Fonte: Cartilha de autocuidado para cólicas menstruais. Saúde UFSM (Universidade Federal de Santa Maria).

Exercícios para colica: existe alguma contraindicação?

Em síntese, não existem muitas contraindicações para realizar exercícios ao sentir cólicas. O que deve ser levado em conta é a sua sensibilidade para os exercícios. Portanto, procure as práticas que te deixem confortável e façam você sentir bem-estar. Então nada de aumentar muito peso na academia ou fazer atividades pesadas que não estão na sua rotina. Escute seu corpo e o que ele pede.

Da mesma forma, lembre-se que não é normal sentir dores incapacitantes. Nesses casos, é recomendado investigar se existe algum distúrbio associado aos sintomas, ok? 

Leia também: como ajudar quem sofre de cólicas intensas

Bons exercícios!

Share this post

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.