ENTREGAS NO RS: PRAZOS ALTERADOS, CONSULTE OPÇÕES NO WHATSAPP

PRIMEIRAHERSELF 10% OFF NA PRIMEIRA COMPRA

FRETE GRÁTIS EM COMPRAS ACIMA DE R$300

Seu carrinho

Seu carrinho está vazio

Cor da menstruação: descubra o que significa cada uma

Cor da menstruação: descubra o que significa cada uma

Certamente você já notou que a cor da menstruação varia de acordo com o dia da menstruação e da intensidade do fluxo. Às vezes está um vermelho vivo, outras vezes num tom mais escuro…

Em geral, a maioria das variações na cor da menstruação acontecem devido ao tempo de exposição do fluxo à oxigenação do ar. Dessa forma, o oxigênio reage com o sangue e o deixa mais escuro, até um tom de marrom bem forte.

“Mas pera, essas cores indicam o que, exatamente? Devo ficar em alerta em alguma cor específica?” Se você tem essas dúvidas, leia este texto até o final para descobrir tudo sobre as cores da menstruação.

Cor da menstruação: o que pode indicar?

Durante o período menstrual, o fluxo vai saindo do útero aos poucos. Dali, ele passa pelo colo do útero e por todo o canal vaginal, até finalmente sair pela abertura da vagina. O tempo que ele demora nesse caminho é um dos determinantes da cor da menstruação quando ela for expelida: seja um tom mais vivo ou mais escuro.

Dessa forma, tais diferenças são completamente normais e esperadas, mas há algumas mudanças na cor da menstruação que podem indicar seu estado de saúde e que, por isso, merecem atenção!

Descubra aqui se seu fluxo é leve, moderado ou intenso

Conheça as calcinhas absorventes menstruais Herself e viva o seu ciclo com mais conforto, saúde e liberdade!

Cor da menstruação vermelho vivo

Principalmente nos dias de fluxo mais intenso, em que o sangue é mais “líquido”, você tende a observar uma cor de menstruação vermelho vivo, bem parecido com o sangue de um corte no dedo, por exemplo. Como o fluxo desce em maior quantidade e mais rápido, ele se mantém num tom bem próximo ao tom de quando é expelido do útero. Ou seja: super normal e saudável!

Cor da menstruação vermelho escuro

O sangue num tom vermelho mais fechado, lembrando o tom de vinho ou bordô, também é bem comum em dias de maior fluxo, como nos dois primeiros dias de menstruação. Portanto, ele pode ter um aspecto mais grosso, viscoso e até elástico, o que é super normal da menstruação.

Cor da menstruação marrom

Quem nunca viu um borrão cor de café na calcinha, não é mesmo? Nesse sentido, nos dias finais da menstruação, o sangue tende a ficar cada vez mais marrom, por vir em menor quantidade. Por conta disso, acaba descendo de forma mais lenta e ficando exposto ao oxigênio por mais tempo, ficando mais escuro.

Esses borrões marrons também podem surgir na véspera da menstruação descer de fato, ou persistirem por alguns dias antes. Ocasionalmente, também podem acontecer em dias aleatórios, no meio do ciclo. São os chamados “escapes”. Eles são bem comuns em quem toma anticoncepcional, mas se você tem muitos dias de escape, pode ser um indicativo de desequilíbrio hormonal ou até uma infecção sexualmente transmissível (IST). Fique atenta!

Cor da menstruação preta

O sangue preto é, na verdade, um marrom bem escuro, o que também indica que a menstruação demorou mais para descer do útero até a vagina. Ele geralmente é mais antigo, só isso.

Dessa forma, os sangramentos mais escuros podem acontecer por diversos motivos, desde uso de anticoncepcional, pílula do dia seguinte, proximidade da menopausa, gravidez… Se não vem acompanhado de outros sintomas, geralmente não representa um problema.

Cor da menstruação rosa

Sabe quando se mistura uma tinta branca com tinta vermelha para formar uma tinta rosa? Algo bem parecido pode acontecer dentro da nossa vagina: umas gotinhas de sangue vermelho vivo podem se misturar às nossas secreções ou muco brancos, podendo gerar um “escape” rosa.

Muitas vezes, esse sangue pode vir não do útero, mas de algum pequeno corte dentro do canal vaginal, por exemplo. Já algumas pessoas observam um escape rosa como indicativo de nidação, que é o processo de início de uma gravidez – especificamente, quando o embrião “gruda” no útero. Porém, ter um sangramento quando isso ocorre nem é o mais comum.

Aliás, muito além de gravidez, há vários motivos para se ter um pequeno sangramento rosado. Ou seja: ele, sozinho, não significa nada de ‘mais’.

Cor da menstruação alaranjada

Quando o fluxo vem em um tom de laranja, é um sinal de alerta. Isso porque o alaranjado pode ser decorrente de algum fluido amarelado que se misturou ao sangue menstrual, e fluido amarelado pode ser indicativo de infecção. Dessa forma, se você observar outros sintomas, como cheiro muito ruim ou “de podre”, dor pélvica ou febre, procure um posto de saúde imediatamente.

Cor da menstruação cinza

Qualquer fluido em tom cinza é também um sinal de alerta, principalmente se for acompanhado de outros sintomas como os citados acima: cheiro ruim, dor pélvica, febre… Nesse caso, é necessário ir ao posto de saúde o mais rápido possível, ok?

Cor da primeira menstruação

A menarca, ou primeira menstruação, faz parte de uma fase de mudanças no corpo, e a menstruação também pode mudar muito desde a sua primeira chegada até a fase adulta.

As cores esperadas são as mesmas de uma menstruação normal: variações entre colorações vermelho vivo, vermelho escuro ou tom de vinho. 

É possível que ocorram fluxos menos intensos e irregulares nas primeiras menstruações, nas quais tons mais amarronzados também são esperados. 

Qual a cor da menstruação de quem toma anticoncepcional

O primeiro ponto é entender que pessoas que usam anticoncepcionais hormonais como a pílula não têm menstruação, mas sim sangramentos por privação hormonal. 

Isso porque a pílula inibe o ciclo menstrual: ou seja, ela não “regula a menstruação”, como muito é propagado, mas sim impede a ovulação. 

Os sangramentos para quem usa anticoncepcionais hormonais são muitas vezes mais leves e de duração mais curta do que um período menstrual comum.

Ainda assim, pode-se esperar cores muito similares à menstruação: tons de vermelho, marrom e vinho. 

Menstruação com pedaços?

Especialmente se seu fluxo for naturalmente mais intenso, pode acontecer de você observar alguns “pedaços” – que parecem um pedaço de pele ou uma “carninha esponjosa”. Essas são partes do endométrio, o tecido interno do útero que descama durante a menstruação.

Às vezes, pode acontecer de ele sair em partes maiores, mais “inteiro”. Se for algo ocasional, não representa um problema, mas se forem muitos pedaços ou muito grandes, é recomendado procurar um(a) ginecologista, viu?

Qual a cor da menstruação normal?

Uma ​menstruação​ saudável costuma durar entre 3 e 7 dias e variar entre colorações de marrom, vermelho vivo e vermelho escuro ou tom de vinho. 

Consideramos o início do ciclo o primeiro dia de sangue vermelho vivo e fluxo. Isso significa que possíveis primeiros dias com sangue amarronzado e em pouco fluxo são considerados escapes, geralmente ainda do ciclo anterior. 

Leia também: Menstruação: confira glossário completo para menstruar sem neuras

E qual a cor do corrimento antes da menstruação?

Primeiro, é preciso diferenciar corrimento e secreção. Se você acha que pode estar confundindo: temos um texto todinho dedicado ao assunto. Em resumo, o corrimento vaginal indica que algo na nossa saúde não vai bem. Ele é sempre acompanhado de coloração e sintomas (cheiros, coceira, etc.). Já as secreções, por sua vez, tratam-se do muco cervical saudável e esperado durante todo o ciclo menstrual.

Antes do período menstrual temos a fase lútea, que ocorre a partir do dia da ovulação até o início da menstruação de fato. Nesse período, temos o estrogênio sendo produzido. Junto dele, a progesterona também entra em ação.

Os níveis desses dois hormônios fazem com que a secreção fique mais pastosa, numa cor levemente mais esbranquiçada

Qual a cor da menstruação na gravidez?

Na verdade, durante a gravidez não é possível menstruar. Isso porque durante a gestação o ciclo menstrual é interrompido. 

O que pode acontecer  – e não é tão comum  – é algumas mulheres passarem pela nidação. Isto é, o processo de início de uma gravidez, onde o embrião pode “grudar” no útero. Quando isso ocorre, é possível notar um sangramento na cor rosa

Fique atenta: ao sinal de qualquer sangramento mais intenso, sobretudo se ele acompanhar outros sintomas como cólicas, dores e coágulos, é importante consultar um(a) obstetra!

Pílula do dia seguinte muda a cor da menstruação

A pílula do dia seguinte pode potencialmente alterar padrões menstruais, incluindo a cor da menstruação. 

Isso por causa das suas doses concentradas de hormônios (levonorgestrel ou ulipristal acetato) que têm o objetivo de evitar a gravidez após uma relação sexual desprotegida. 

Esses hormônios podem interferir nos níveis hormonais naturais do corpo e afetar o ciclo menstrual.  Nesses casos, a menstruação pode parecer mais escura ou mais clara do que o normal.

Quando procurar um ginecologista?

Pensando nas cores da menstruação, você deve procurar apoio ginecológico quando se deparar com tons alaranjados e acinzentados.  Principalmente, se vierem acompanhados de outros sintomas como coceiras, irritações, vermelhidões e afins. 

Esses são sinais de alerta do corpo, indicando potencialmente infecções, e precisam de tratamento específico. 

 

Texto por Victoria De Castro, educadora menstrual e cofundadora da Herself Educacional. Conheça a Escola da Menstruação.

Veja também: 13 curiosidades sobre a vagina que você PRECISA saber

6 passos para entender e lidar com o fluxo menstrual intenso

Dicas práticas para ciclos menstruais mais confortáveis

Seja uma educadora menstrual

 

banner-cordamenstruação

Se quiser entender melhor como funciona a calcinha menstrual, clique aqui!

Os biquínis e as calcinhas menstruais servem para proporcionar mais conforto, liberdade, saúde, sustentabilidade e economia financeira ao período menstrual. Sim, é possível ter uma menstruação sem lixos, assaduras, alergias, vazamentos e tantos gastos todo mês! Além de ajudar o planeta e a sua região íntima, você também vai economizar dinheiro a longo prazo.

 

Post anterior
Próximo post

Deixar comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados