Por que você fala “naqueles dias”? Fale “menstruação”!

Por que você fala “naqueles dias”? Fale “menstruação”!

por Herself
|
19/05/2020
|
, ,

Eufemismo:

ato de suavizar a expressão duma ideia substituindo a palavra ou expressão própria por outra mais agradável, mais polida. (Aurélio)

Ou seja, usar eufemismos para menstruação deixa claro que chamá-la pelo nome não é algo agradável. Mas lembramos que a menstruação é fisiológica e acontece com todos os corpos cíclicos. Por isso, não chamá-la pelo nome só reforça o tabu da menstruação. E, claro, traz ainda mais constrangimento quando precisamos falar sobre o assunto.

Tabu na televisão

Pra trazer um exemplo bem explícito e recente de como ainda temos dificuldade de falar sobre menstruação e assuntos relacionados, queremos relembrar um momento do BBB20. 

A participante Gabi Martins usou um protetor menstrual interno em uma prova de resistência, para tentar ficar mais tempo caso tivesse algum escape de urina. Mesmo que tenha sido ineficaz, já que esse protetor é inserido dentro da vagina e não teria como absorver a urina – a participante foi advertida pelo apresentador do programa por ter tentado tirar vantagem.

A questão da participante não ter conhecimento sobre a própria anatomia é super preocupante. E infelizmente essa é a realidade de muitas mulheres, já que somos ensinadas o tempo todo a não tocar em nós mesmas, nos conhecer, olhar para a nossa vulva. 

Mas também o que nos chamou muito atenção foi a forma pela qual o Tiago Leifert falou sobre o assunto: ele chamou um protetor menstrual interno de “dispositivo feminino” e ficou claramente constrangido ao falar sobre o assunto. Percebe o tabu da menstruação aqui? O receio de mencionar algo relacionado ao assunto? Por que a menstruação (e, consequentemente, os protetores menstruais) não pode ser nomeada, se, repetimos, é algo natural e fisiológico? 

Não queremos dizer que o erro está na participante em não conhecer a própria autonomia ou no apresentador por não conseguir nomear algo. O problema vem sendo passado de geração em geração e reforçado nas nossas interações sociais, pela publicidade, entretenimento, e afins… O tabu da menstruação é reforçado o tempo inteiro.

tabu da menstruação

Você já passou por isso?

Pra deixar isso mais nítido, queremos trazer aqui uma história que conversa com a realidade da maior parte das meninas e mulheres:

Você recém teve a primeira menstruação e te falaram que você virou mocinha, mas pouco conversaram com você ou te ensinaram sobre o assunto – afinal, o que é menstruação? Você é orientada a não falar sobre estar menstruada em público e a esconder seu protetor menstrual na escola. Caso não seja orientada dessa maneira, repara que suas colegas levam o protetor menstrual no bolso, escondido, na hora que precisam trocar, e você começa a fazer o mesmo.

Sente nojo da própria menstruação porque além do sangue sair da vagina – local que tanto te repreendem para não conhecer -, tem um odor muito forte (mas será que esse odor não é do próprio protetor menstrual?).

Você tem receio que o seu absorvente apareça na sua calça, então usa um casaco amarrado na cintura para tapar qualquer sinal que possa aparecer. Também morre de medo de vazamentos, porque conhece alguém que já teve ou você mesma já vivenciou isso e ficou traumatizada (mas será que precisamos ficar tão receosas com algo que não temos controle?). 

Quando falam sobre menstruação na escola ou em algum filme que você viu, é para falar de TPM. Quando você responde alguém ou está mais séria, perguntam se você “tá de chico” ou de TPM. Mas se você se mostra vulnerável e chora, por exemplo, a reação é a mesma.

É difícil encontrar boas referências

Ao longo do seu crescimento, você não vê em filmes, novelas e séries exemplos em que tratam a menstruação como algo natural. Tudo reforça aquilo que você já aprendeu e vivenciou. 

Além disso, quando se depara com alguma propaganda de protetor menstrual, ele aparece como uma solução higiênica para o seu “problema”, a limpeza para o seu período impuro. Um líquido azul representa um sangue – que, até onde sabemos, só pode ser vermelho. 

Não te ensinam nada sobre ser uma pessoa cíclica, que é influenciada por diferentes hormônios durante esse ciclo, que tem potências diferentes em momentos diferentes, que pode investir em uma alimentação diferenciada em cada fase do ciclo. Nada disso você sabe. As únicas coisas que você ficou sabendo é que não deve ficar falando sobre. Você acha que seu sangue não tem um cheiro agradável. É desconfortável ficar menstruada (por conta de protetores menstruais desconfortáveis e cólicas, por exemplo). E você ainda por cima corre o risco de sofrer algum vazamento e ser ridicularizada na frente de todo mundo. Ah, e precisa controlar as suas emoções o tempo inteiro para não ser chamada de louca, claro.

Descartar o tabu da menstruação não significa amar menstruar

Talvez você não se identifique com todas essas situações, mas com certeza com pelo uma delas, né? Então, como você vai achar positivo ou ao menos natural ficar menstruada?

Calma, você não precisa amar ficar menstruada! Mas pode ajudar a naturalizar algo que ocorre todo mês com corpos cíclicos e a deixar de lado todos esses estigmas que envolvem o período menstrual.

Você tem nojo da sua menstruação? Te propomos estas 7 reflexões

E o primeiro passo para conseguirmos descartar de vez esse tabu é… falando sobre menstruação! Converse sobre ela, chame pelo nome, abra diálogo com diferentes pessoas – inclusive homens.

Fale sem medo: MENSTRUAÇÃO!

Caso você precise de um empurrãozinho, temos uma dica pra você se inspirar. O filme Mulheres do Século 20 (disponível na Netflix) mostra uma cena em que Abbie (Greta Gerwig) fala abertamente sobre estar menstruada em uma janta, mesmo que isso cause constrangimento, principalmente para Dorothea (Annette Bening).

Não encontramos esse vídeo legendado, por isso fizemos uma tradução livre para contextualizar a cena.

Quando Abbie diz que está menstruada, Dorothea responde: “Abbie, tudo bem, você está menstruada, mas você precisa dizer isso? Nós realmente precisamos saber tudo o que acontece com você?”.

Abbie não concorda com essa repreensão e fala: “Que? Eu estou menstruada. Por que isso é um problema? e Dorothea rebate: “Nós não precisamos saber disso, obrigada”.

A personagem de Greta, então, se direciona ao filho de Dorothea, Jamie (Lucas Jade Zumann), e diz: “Se um dia você quiser ter um relacionamento adulto com uma mulher, se você quiser se relacionar sexualmente com a vagina de uma mulher, você precisa estar confortável com o fato de que a vagina menstrua. Apenas diga: menstruação. Não é uma grande coisa.”

Quando ele fala “menstruação” bem baixinho, ela diz “você diz isso como se estivesse com medo, diga como algo normal.

Depois ela convence outro homem a fazer o mesmo, que fala “menstruação” mas não deixa de ficar nervoso. Por isso, ela pede “mantenha contato visual comigo”. Abbie vai pedindo para que outras pessoas falem, até que pede para todo mundo da mesa falar “menstruação”. Depois disso, Julie (Elle Fanning) fala “é nojento, Abbie”.

Abbie finaliza dizendo: “Não, não é nojento. É um momento criativamente intenso, e emocionalmente transformador”.

Que tal abrir os olhos e combater o tabu da menstruação?

Super importante essa cena, né?

Nós aqui do time debatemos há muito tempo e sempre procuramos ver como a menstruação é retratada – isso quando ela é mencionada – em filmes e séries. Por isso, queremos te fazer dois convites: 

  1. Comece a tentar falar sobre o tema mais abertamente e sem eufemismos. Não tenha medo de falar sobre o assunto na frente dos outros. É natural!
  2. Comece a atentar para os programas que você assiste ou livros que você lê para notar como a menstruação é retratada ou mencionada. E que tal compartilhar com mais pessoas? Use junto ao seu relato a hashtag #FaleMenstruacao 😉

Vem junto descartar o tabu da menstruação?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Quer ver algum tema específico no blog? Conta mais!





Preencha os campos abaixo e receba nossas novidades

Entre com a gente nessa <3