FRETE GRÁTIS PARA SÃO PAULO SEM VALOR MÍNIMO

PRIMEIRAHERSELF 10% OFF NA PRIMEIRA COMPRA

ENTREGAS NO RS: PRAZOS ALTERADOS, CONSULTE OPÇÕES NO WHATSAPP

Seu carrinho

Seu carrinho está vazio

Como praticar natação menstruada?

Como praticar natação menstruada?

A natação é uma modalidade olímpica completa e apaixonante que pode ser praticada por pessoas de todas as idades e gêneros. 

Nos últimos anos,  muitas mulheres têm se destacado como grandes campeãs nas piscinas. Contudo, a relação entre a natação e o ciclo menstrual ainda carrega muitos tabus - e diversas pessoas acabam por abandonar seus treinos durante a menstruação. 

Neste conteúdo, exploraremos a história da natação, principais mulheres campeãs, como começar a nadar e a importância de se sentir confortável ao praticar natação durante a menstruação.

História da natação

A natação, conhecida como uma das formas mais antigas de exercício físico, remonta a tempos pré-históricos, em que nossos ancestrais usavam a água para se mover e pescar.

Registros mostram que civilizações passadas, como os egípcios, os gregos e os romanos, praticavam a natação por razões recreativas e como parte de treinamento militar.

No século XIX, a natação ganhou popularidade como esporte competitivo e começou a ser regulamentada. O surgimento das primeiras piscinas públicas no final do século ajudou a impulsionar o interesse pela natação como atividade de lazer para as massas.

Natação e as olimpíadas

Com o passar dos séculos, a natação evoluiu e se tornou um esporte competitivo reconhecido. A natação se tornou um esporte Olímpico em 1896, em Atenas, mas somente em 1912 as mulheres puderam competir. 

Existem várias modalidades olímpicas de natação. 

Na natação em piscina, as provas incluem:

  • Estilo Livre: é a modalidade mais comum e permite qualquer movimento dos braços e pernas. As distâncias variam de 50m a 1500m, com provas intermediárias de 100m, 200m e 400m.

  • Costas: nadadores nadam de costas, com movimentos alternados de braços e pernas. As distâncias variam de 50m a 200m.

  • Peito: Os nadadores nadam de bruços, com movimentos simultâneos de braços e pernas. As distâncias variam de 50m a 200m.

  • Borboleta: nadadores nadam com um movimento de golfinho tanto nos braços quanto nas pernas. As distâncias variam de 50m a 200m.

  • Medley: Também conhecido como individual medley, é uma prova em que nadadores nadam os quatro estilos (borboleta, costas, peito e livre) em uma única prova. As distâncias variam de 200m a 400m.

Além das provas em piscina, a natação também inclui a modalidade de águas abertas, antiga maratona aquática, em que nadadores competem em distâncias mais longas em lagos, rios e oceanos. A prova de águas abertas tem uma distância de 10 km nas Olimpíadas.

Além do aspecto competitivo, a natação também é amplamente apreciada por seus benefícios para a saúde e a sensação de liberdade e conexão proporcionada pela água.

Sua evolução ao longo dos séculos é uma prova do fascínio duradouro que esse esporte tem sobre as pessoas e da sua importância cultural e histórica.

Mulheres campeãs de natação

Ao longo dos anos, as mulheres têm conquistado seu espaço nas competições de natação, alcançando níveis de excelência e superação. Conheça algumas das principais nadadoras que inspiraram e continuam a inspirar muitas jovens nadadoras em todo o mundo.

Primeira mulher nadadora com destaque olímpico:

Maria Emma Hulga Lenk Zigler foi a primeira mulher a ganhar uma medalha olímpica na natação. Ela foi a única nadadora brasileira a ser introduzida no Swimming Hall of Fame

Apesar de não ter ganho medalhas nos Jogos Olímpicos, Maria Lenk foi a primeira mulher brasileira e sul-americana a competir na natação nas Olimpíadas. Ela é considerada uma pioneira na natação moderna e foi responsável por introduzir o nado borboleta nos Jogos Olímpicos de Verão de 1936 em Berlim.

http://www.elgrafico.com.ar/thumbs.php?id=15190&w=1500&h=2000

 

Nadadoras Brasileiras:

  • Ana Marcela Cunha, foi campeã olímpica em Tóquio e uma das melhores atletas da modalidade águas abertas de todos os tempos.

  • Poliana Okimoto foi a primeira mulher brasileira a ganhar uma medalha olímpica em esportes aquáticos, especificamente na maratona aquática de 10 km nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016.

  • Etiene Medeiros ganhou destaque em competições internacionais da modalidade. Ela é reconhecida por suas conquistas na natação, incluindo medalhas de ouro em competições internacionais e recordes batidos. Em 2017, Etiene se tornou a primeira brasileira a vencer uma prova de natação em Campeonatos Mundiais, conquistando medalha de ouro nos 50 metros costas.

  • Gabrielle Roncatto se destacou na prova de 400 metros livre feminino, em que conquistou o índice para o Mundial de Natação em 2019. Ela estabeleceu um novo recorde brasileiro com o tempo de 4min06s25. Gabrielle já foi campeã brasileira em diversas provas de natação e tem uma promissora carreira no esporte.

  • Giseli Caetano ganhou reconhecimento em competições de natação em águas abertas, destacando-se principalmente em provas de longa distância. Ela é conhecida por suas participações consistentes em campeonatos nacionais e internacionais, onde tem acumulado várias medalhas. Giseli também estabeleceu recordes brasileiros em diversas ocasiões, consolidando sua reputação como uma das principais nadadoras brasileiras em sua modalidade.

  • Joanna Maranhão competiu em diversas edições dos Jogos Olímpicos e representou o Brasil em três Olimpíadas consecutivas, a partir de 2004. Ela é considerada uma das melhores nadadoras da história do Brasil. Também tem sido uma defensora de questões sociais. Ela já falou sobre ter sido vítima de abuso sexual e se envolveu na conscientização sobre a cultura de estupro e no apoio às vítimas de agressão sexual. Em 2018, anunciou sua aposentadoria da natação competitiva aos 31 anos.

Nadadoras internacionais:

  • Simone Manuel: é uma nadadora estadunidense que se destacou nas Olimpíadas de 2016 ao se tornar a primeira mulher negra a conquistar uma medalha de ouro olímpica na natação.

  • Katie Ledecky é uma nadadora estadunidense conhecida por sua dominação em provas de nado livre de média e longa distância. Ela conquistou múltiplas medalhas de ouro em Olimpíadas e recordes mundiais nesses eventos.

  • Penny Oleksiak - Natation Canada é uma nadadora canadense que ganhou destaque nas Olimpíadas de 2016, onde conquistou quatro medalhas, incluindo uma de ouro. Ela se tornou a primeira nadadora canadense a ganhar quatro medalhas em uma única edição dos Jogos Olímpicos.

  • Missy Franklin - USA Swimming é uma nadadora estadunidense que ganhou destaque nas Olimpíadas de 2012, onde conquistou quatro medalhas de ouro e uma medalha de bronze. Ela é conhecida por suas habilidades em provas de costas e estilo livre, e seu talento precoce levou-a a se tornar uma das maiores promessas da natação americana.

Conheça maiôs absorventes tecnológicos!

Como começar a nadar menstruada

Se você está interessada em começar a nadar, inclusive durante o seu ciclo menstrual, não há restrições quanto à sua idade ou habilidades. A natação é um exercício de baixo impacto, que fortalece o corpo e oferece uma série de benefícios à saúde, como melhoria na resistência cardiovascular e muscular, aumento da flexibilidade e alívio do estresse.

Equipamento necessário para começar a nadar

Para quem está começando a nadar, alguns equipamentos são recomendados para ajudar no treinamento e aproveitamento da atividade. Os principais equipamentos necessários incluem:

  • Maiô ou sunga: Para nadadores, é essencial usar roupas adequadas, como maiôs para mulheres e sungas ou bermudas para homens.
  • Touca de natação: A touca de natação é importante para manter o cabelo protegido e reduzir o arrasto na água.
  • Óculos de natação: Óculos de natação são essenciais para proteger os olhos da água e melhorar a visibilidade durante o nado.
  • Prancha de natação: As pranchas de natação auxiliam no treinamento dos membros superiores, fortalecendo os músculos e melhorando a técnica.
  • Pull buoy: O pull buoy é um dispositivo em forma de boia que é colocado entre as pernas para auxiliar no treinamento do tronco superior e da técnica de nado.
  • Nadadeiras: As nadadeiras, também conhecidas como pés de pato, ajudam a fortalecer as pernas e melhorar a propulsão na água.

Natação e menstruação:

Muitas mulheres acreditam que é necessário interromper as atividades aquáticas durante a menstruação, mas essa não é a verdade.

É completamente possível e seguro nadar durante a menstruação, desde que você tome algumas precauções.

Uma das maneiras de se sentir mais confortável é usar um maiô apropriado para essa fase do ciclo. Existem maiôs absorventes menstruais, que são feitos com tecidos de secagem rápida e uma camada protetora interna que evita vazamentos.

Esta é uma forma segura e sustentável de encarar a piscina ou a praia menstruada.

Leia também: existe absorvente para piscina?

No entanto, cada mulher é única e pode ter necessidades e preferências diferentes.

Algumas podem optar por usar um absorvente interno junto ao maiô para se sentirem mais seguras. É importante escolher a opção que melhor se adapte ao seu corpo e lhe proporcione o máximo de conforto durante a atividade física. 

Além disso, lembre-se de manter uma boa higiene pessoal, trocando o absorvente após a atividade e tomando um banho logo em seguida.

Não temos dúvidas de que a natação é uma atividade incrível e inclusiva que proporciona inúmeros benefícios à saúde física e mental, né? O que poucas mulheres sabem é que existem alternativas seguras, confortáveis e ecológicas para nadar menstruadas.

Com cuidados simples e o uso de um maiô adequado, podemos desfrutar deste esporte em qualquer momento do ciclo menstrual.

E você, já nadou menstruada? Conta para nós nos comentários!

Post anterior

Deixar comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados