FRETE GRÁTIS PARA SÃO PAULO SEM VALOR MÍNIMO

PRIMEIRAHERSELF 10% OFF NA PRIMEIRA COMPRA

ENTREGAS NO RS: PRAZOS ALTERADOS, CONSULTE OPÇÕES NO WHATSAPP

Seu carrinho

Seu carrinho está vazio

Colo do útero: você conhece a altura do seu? Descubra aqui!

Colo do útero: você conhece a altura do seu? Descubra aqui!

O colo do útero, também conhecido como cérvix, é uma parte da anatomia feminina muitas vezes desconhecida – ou que, no mínimo, recebe menos atenção.

Nos meios de ginecologia autônoma e ginecologia natural, o colo do útero já é um ilustre conhecido, recebendo muito protagonismo. 

Isso ocorre principalmente pelas suas mudanças ao longo do ciclo menstrual e pela possibilidade de perceber essas mudanças tocando no próprio colo e conhecendo sua textura e abertura.

Além disso, o colo do útero também se torna pauta quando falamos do famoso exame papanicolau ou preventivo, importante para a prevenção do câncer de colo do útero – que também faz parte das campanhas do Outubro Rosa!

 Leia sobre exames de rotina neste texto.

O que é colo do útero?

O nosso útero tem um formato parecido com uma pera (sim, a fruta mesmo!) invertida.

Dessa forma, o colo do útero nada mais é do que a parte mais baixa e mais estreita do útero, onde se encontra a abertura desse órgão.

É por meio da abertura do colo que a menstruação sai do útero e chega até o canal vaginal, e é o colo do útero que dilata quando as gestantes estão em trabalho de parto

Sim, um pequeno orifício no qual sequer entra um dedo mindinho (mesmo na máxima abertura em situações ‘normais’), se dilata até cerca de 10 centímetros para permitir a passagem do bebê durante o parto! Incrível, né?

Como saber se seu fluxo é leve, moderado ou intenso

Nesse sentido, dentro do colo do útero ocorre a produção do muco cervical. 

Assim, essa produção é intensa durante a janela fértil, justamente porque esse muco possibilita tanto a sobrevivência de possíveis espermatozoides quanto a chegada destes até o útero e tubas uterinas, onde pode ocorrer a fecundação.

Durante o período de infertilidade, outro tipo de muco é produzido no colo, formando um “tampão” nele para mantê-lo bem fechado e protegido. Sendo assim, ele serve para evitar que possíveis microorganismos não desejáveis possam chegar ao útero.

O que é um colo do útero saudável?

Antes de mais nada, saiba que o conceito de saúde pode ser controverso para alguns profissionais. Por aqui, alinhado ao SUS (Sistema Único de Saúde), entendemos esse aspecto de forma ampla e integral, não necessariamente como ausência de doença. 

Acreditamos que é possível viver bem e melhor a partir do conhecimento do próprio corpo, com acesso à informações seguras. 

Todavia, você pode levar como parâmetro não naturalizar dores intensas, ardência, corrimentos e sangramentos anormais. Afinal, a presença de sintomas indica que algo não vai bem.

No mais, é essencial realizar os exames ginecológicos preventivos, de acordo com as orientações para a sua idade. 

O que é colo do útero invertido?

Dentro da região da pelve, o mais comum é que o útero esteja posicionado para frente do abdômen. Porém, para algumas pessoas, sua posição está ao contrário, em direção ao reto. Essa condição chama-se útero invertido ou retrovertido

Embora algumas pessoas nasçam assim, outras podem experienciar isso depois da gravidez ou mesmo ao ter endometriose ou miomas, isso porque nosso útero não é fixo e pode mudar de lugar. 

banner-colodoutero

 

Como sentir o colo do útero?

Sabia que podemos descobrir e tocar nosso próprio colo? Simmm!

Inserindo o dedo indicador na vagina, com as mãos e unhas bem limpas, podemos encontrar o colo. A textura das paredes vaginais são bem rugosas. Dessa forma, o colo se destaca por ser uma bolinha bem lisa, com um furo no meio – como se fosse uma rosquinha/um donut!

Sendo assim, em situações normais e sem lesões no colo do útero, não dói tocá-lo. Todavia, algumas mulheres sentem “aflição” até em imaginar o toque no colo.

Ou seja: vai muito da relação de cada uma com o próprio corpo e os seus respectivos limites, já que cada organismo é único e isso deve ser respeitado.

Como saber se o colo do útero está fechado?

Identificar o colo do útero fechado pode ser uma tarefa mais desafiadora, porque envolve autoconhecimento.

Normalmente, ele se tornará mais rígido e fechado durante a gestação e fora da janela fértil

Ao identificar seus padrões de muco cervical e sentir o colo do útero diariamente, fica mais fácil adquirir esse conhecimento.

 

O que significa colo do útero aberto, alto ou baixo?

A posição do colo em relação ao canal vaginal, sua textura e sua abertura se modificam ao longo do ciclo menstrual espontâneo. 

Ou seja, sem o uso de contraceptivos hormonais, embora essas mudanças também possam acontecer durante o uso destes, visto que o útero é um órgão “dinâmico”, ligeiramente móvel e sujeito às ações hormonais do nosso organismo.

Portanto, não existe um consenso nem um padrão de “comportamento” do colo durante o ciclo que se aplique a todas as pessoas que o possuem. 

Assim, cada uma possui um padrão próprio, especialmente no que se refere à altura do colo em relação a entrada da vagina e sua textura.

Existe a tendência (óbvia) de ele estar mais aberto durante a menstruação e durante a janela fértil, para permitir a passagem do fluxo menstrual e do muco. 

Sendo assim, algumas pessoas percebem com bastante facilidade essa diferença na abertura ao longo do ciclo menstrual. Por sua vez, outras não sentem diferença significativa nesse aspecto.

Altura do colo do útero

Quando falamos em altura do colo, estamos falando da posição dele em relação a entrada da vagina

Às vezes e para algumas pessoas, é possível sentir o colo do útero bem perto da entrada da vagina, logo que coloca o primeiro terço do dedo (a ponta). Quando isso acontece, dizemos que o colo é ou está baixo.

No entanto, em outras vezes e/ou para outras pessoas, é preciso colocar o dedo inteiro para alcançá-lo. Neste caso, dizemos que ele está alto – podendo estar tão alto a ponto de nem ser possível alcançá-lo com o dedo!


Fonte: Vix

Maciez do colo do útero

A maciez do colo também pode mudar: ele pode ficar bem molinho, com a textura parecida com a do lábio da boca, e mais durinho, parecido com a textura da ponta do nosso nariz.

Algumas pessoas percebem o colo mais macio e alto durante a janela fértil, outras o percebem mais baixo e duro durante esse período. 

Isso reforça, portanto, que não existe um padrão que se aplique para todas, e sim um padrão único e individual que podemos traçar a partir da observação e do acompanhamento do nosso próprio colo.

Todas essas mudanças na altura, abertura e maciez podem ocorrer em questão de horas. 

Então o mais indicado, caso você vá fazer a percepção diária do colo, é escolher um horário do dia e uma posição específica para isso. Em geral, de pé e levemente agachada, é mais fácil senti-lo.

Como fica o colo do útero antes da menstruação?

Antes da menstruação descer, estamos ovulando. Nesse processo, o colo do útero tende a ficar mais baixo. Mas atenção: isso não é uma regra e pode variar para cada pessoa.

Além disso, naturalmente, o colo do útero fica mais aberto com a chegada do período menstrual, para permitir que o sangue desça pela vagina. 

Como fica o colo do útero no início da gravidez?

Logo no início da gestação, o colo do útero pode apresentar textura mais amolecida. Algumas mulheres relatam terem percebido a gravidez com essa característica do cérvix, quando utilizam métodos de percepção da fertilidade, como o Método Sintotermal

Todavia, se você não utiliza esses métodos e está no início da sua jornada para se conhecer melhor, só é possível comprovar a gravidez realizando um teste, ok?

Outras características começam a surgir no colo do útero ao longo da gravidez, como produção mais extensa de muco cervical – que forma um tampão de proteção – além dele se fechar para proteger o feto. 

Dor no colo do útero após relação é normal?

Saiba que nunca é normal sentir dores. A dispareunia – nome dado para qualquer dor durante ou depois das relações sexuais – não deve ser naturalizada. 

Por isso, é necessário observar a frequência da dor e como acontece, uma vez que pode tratar-se de uma posição específica que sensibiliza a região.

No mais, as dores após o sexo também podem significar alguma condição de saúde como adenomiose ou endometriose. Nesse sentido, se você passa por isso, não deixe de procurar um especialista. 

Dor no colo do útero durante a relação é normal?

Nunca naturalize dores durante ou depois das relações sexuais – pois não é normal!

A dor ou pontada durante as relações sexuais pode ser causada por uma posição específica ou da fricção do pênis, dedos ou objetos até colo do útero, o que incomoda e sensibiliza a região. 

Para além dessa situação, é comum sentir dores durante o sexo devido à falta de lubrificação vaginal

Todavia, sentir dor também pode significar diferentes condições de saúde como alergias, vaginose, adenomiose ou endometriose. 

Não deixe de conversar com um especialista se essas dores persistirem, ok?

Quem quer ver um colo do útero?

Pra quem se sentir confortável com a ideia, eu recomendo de olhos fechados (tsc) conhecer o The Beautiful Cervix Project. Nesse sentido, o projeto busca a visibilidade e a exaltação dessa parte tão importante do sistema sexual feminino. 

Assim, estimula o conhecimento do colo do útero e sua visualização, através do autoexame, como parte de um processo de autoconhecimento e autocuidado.

Dessa forma, o site hospeda várias fotos de diferentes colos de útero em diferentes momentos do ciclo: com muco aparente, sem muco aparente, com sangue menstrual, com um fio de DIU (dispositivo intrauterino) pra fora…

 Autoexame de colo do útero

Sim, é possível não só sentir o colo com o dedo, mas também visualizá-lo com o auxílio de um espelho e um espéculo.

O espéculo vaginal (também conhecido como bico de pato em alguns lugares) é um instrumento que permite afastar as paredes vaginais, que geralmente ficam encostadas, para visualizar o colo uterino.

Quem já fez o papanicolau/preventivo geralmente conhece o espéculo. Ele pode ser de metal, esterelizável, ou de plástico, descartável.

Novamente: em situações esperadas, sem inflamações, machucados internos ou outras condições, utilizar o espéculo corretamente e com cuidado não causa dor. 

Dessa forma, muitas pessoas se sentem confortáveis de ter seu próprio espéculo e visualizar seu próprio colo em casa, por N motivos – acompanhamento, curiosidade…

Aqui, deixo o link para um zine feminista que ensina a fazer o autoexame com espéculo em casa. O espéculo de plástico é barato (cerca de um real), existe em três tamanhos (P, M e G) e pode ser encontrado em lojas de artigos médicos. 

Caso você consulte com uma ginecologista e ela utilize o espéculo descartável, você pode pedir para levar um pra casa. Foi assim que consegui o meu primeiro espéculo! =)

Ferida no colo do útero é grave?

A ferida no colo do útero – ou ectopia cervical – nada mais é do que uma parte interna do colo uterino que se exterioriza. Isso pode ocorrer devido a uma alergia, infecção ou alterações hormonais.

Na área da saúde, as feridas no colo do útero são divididas entre diferentes graus. O grau I, que representa feridas mais leves e pode ser tratado com cremes vaginais cicatrizantes.

Por sua vez, as feridas mais profundas devem ser tratadas com cauterização na região. Não deixe de conversar com um médico especialista e não utilize cremes por conta própria, ok?

Ferida no colo do útero sintomas

Saiba que muitas pessoas não apresentam sintomas e descobrem possíveis feridas no útero durante exames de rotina.

Quando os sintomas aparecem, o mais comum é perceber corrimentos vaginais – que sempre indicam que algo vai mal –, coceiras, dor ao urinar e desconforto na região da pelve. Nesse caso, você deve procurar ajuda médica o quanto antes. 

E você, já tocou o seu colo do útero? Ficou animada para tentar? Tem alguma experiência com o autoexame? Compartilha com a gente!

Leia também: Menstruação desregulada é normal? Entenda o que ela pode ser

Post anterior
Próximo post

Deixar comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados