Por que devemos falar sobre menstruação?

A MENSTRUAÇÃO É UM PROBLEMA.
E NÃO ESTAMOS FALANDO DO FLUXO, DE CÓLICAS, NEM DE TPM.
A MENSTRUAÇÃO SE TORNA UM PROBLEMA PORQUE É UM TABU.

O tabu nos impede de falar abertamente sobre o assunto e de termos consciência e dimensão das consequências que menstruar implica para meninas ao redor de todo o mundo.

O tabu da menstruação também gera desinformação e vergonha, limitando as possibilidades de desenvolvimento das meninas. Segundo uma pesquisa realizada pela J&J com 1500 mulheres no Brasil, Índia, África do Sul, Filipinas e Argentina:

Para famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social, é inviável o acesso a protetores menstruais como os absorventes descartáveis, que são artigos de luxo. Desta forma, as meninas e mulheres acabam recorrendo a métodos inseguros e pouco eficazes para reter o fluxo, tais como folhas de jornal, folhas de árvore e até barro.

A insegurança de ficar com as roupas manchadas e o medo de serem estigmatizadas por isso afasta as meninas da escola, podendo fazê-las perder até 25% das aulas em um ano letivo. Isso prejudica o rendimento, o que por sua vez aumente a chance de evasão – ou seja: parar de ir à escola.

Além disso, a falta de saneamento básico afeta diretamente a higiene menstrual. No Brasil, mais de 100 milhões de pessoas não têm acesso a este serviço; e para as pessoas que menstruam, a precariedade agrava ainda mais a relação com a menstruação. Segundo dados do Trata Brasil (2018):

Quando o assunto menstruação se torna nebuloso e cheio de mitos, se torna muito difícil para as meninas e mulheres lidarem de forma positiva com a própria menstruação.

E sendo assim, como convencê-las a lidar de forma positiva com o próprio corpo? Como trabalhar a autoestima de corpos com ciclos menstruais se o sangramento é visto como nojento e sujo?

A Herself acredita que a principal estratégia é a educação – e estamos elaborando planos de ação para gerar impacto neste sentido.

Ao falamos de educação menstrual, partimos do princípio que saber o que é a menstruação e compreender o funcionamento do próprio corpo é um direito fundamental de toda menina, mesmo antes de passar por esta experiência.

A educação menstrual é questão de dignidade, direitos humanos e equidade de gênero, pois fornece ferramentas para as meninas e mulheres serem mais confiantes, viverem de forma mais confortável e tomarem decisões mais conscientes em relação a si mesmas e a seus próprios corpos. Conhecimento é um poder revolucionário para nós.

Enquanto isso, precisamos de cada vez mais dados aqui no Brasil. Através do mapeamento dos problemas sociais relacionados à menstruação e de movimentos em educação menstrual que ocorrem no Brasil, conseguimos promover ações e metodologias mais direcionadas e resolutivas.

Nos ajude a mudar a vida de outras mulheres: você conhece alguma organização, ativista menstrual ou pesquisa sobre menstruação em andamento?

CONTA PRA GENTE!

Entra com a gente nessa ;)

DIGITE SEU NOME E E-MAIL PARA FICAR POR DENTRO DE TUDO