ENTREGAS NO RS: PRAZOS ALTERADOS, CONSULTE OPÇÕES NO WHATSAPP

PRIMEIRAHERSELF 10% OFF NA PRIMEIRA COMPRA

FRETE GRÁTIS EM COMPRAS ACIMA DE R$300

Seu carrinho

Seu carrinho está vazio

Secreção vaginal não é a mesma coisa que corrimento! Entenda diferenças

Secreção vaginal não é a mesma coisa que corrimento! Entenda diferenças

Secreção vaginal não é a mesma coisa que corrimento! Embora muitos profissionais usem as mesmas nomenclaturas, é correto diferenciar as secreções vaginais –  fisiológicas e saudáveis – dos corrimentos vaginais – que ocorrem por infecção. Aprenda a diferenciá-los com esse texto!:

O que é secreção vaginal?

A secreção vaginal é todo fluído saudável que sai pela vagina. O muco cervical, que é o fluido fértil ou infértil produzido pelo colo do útero, é um tipo de secreção. Além disso, diariamente as células vaginais se descamam, formando outras secreções.

Simplificando, as secreções são responsáveis por deixar a mucosa úmida e hidratada. Além disso, há uma auto limpeza que equilibra a flora vaginal e faz com que células mortas e impurezas sejam eliminadas pelo canal vaginal. 

Portanto, fica evidente a importância das secreções – elas são saudáveis e essenciais para manter nossa saúde íntima em dia. 

E para que serve a secreção vaginal?

A vagina tem um pH ácido característico, que funciona como barreira protetora de infecções e desequilíbrios. Por isso, estamos sempre úmidas, expelindo pequenas células mortas e impurezas que possam ter entrado no canal vaginal. 

Essa umidade é única para cada pessoa e vai mudando ao longo do ciclo. Isso porque além dessa auto limpeza – também chamada de descamação – também produzimos muco cervical, secreção importantíssima recorrente da ovulação

Embora muitas pessoas se sintam agoniadas em se sentirem molhadas, precisamos ter em mente que a secreção está para a vagina, como a saliva está para boca: é uma manifestação fisiológica necessária para o corpo. Afinal, nem dá pra imaginar uma boca seca, né?

Leia também: Curiosidades sobre a vagina: o que ela te diria se falasse

Qual a diferença entre secreção vaginal, muco cervical e corrimento?

Podemos dizer que secreção vaginal é um termo generalista, que engloba toda secreção fisiológica que sai pela vagina. Nesse sentido, o muco cervical – também chamado fluido cervical – é uma dessas secreções. 

Já o corrimento vaginal é um termo que se adequa aos líquidos e fluidos não saudáveis. Por ocorrerem devido a infecções por fungos, bactérias ou protozoários, é essencial realizar um tratamento. Você saberá diferenciá-los pois sempre acompanham sintomas. 

Atenção: é comum encontrar textos – e até profissionais – que chamam toda secreção vaginal como corrimento. Dessa forma, diferenciam os fluidos saudáveis das infecções entre “corrimento” e “corrimento anormal”. 

No entanto, seguimos a nomenclatura de biólogas, especialistas e educadoras menstruais da área, que diferenciam essas três manifestações, pois não são a mesma coisa, tá?

Tipos de secreção vaginal

Vamos conhecer mais a respeito dos tipos mais comuns de secreção vaginal:

Descamação 

A descamação vaginal é um termo de tradução livre, que vem de “vaginal cell slough”, e é utilizado por algumas educadoras menstruais. Trata-se de uma autolimpeza, que expele células mortas de micro-organismos e outras impurezas que podem estar no canal vaginal.

Podemos percebê-la como uma massinha branca, que pode ser aguada ou ter pedacinhos de pele. A principal diferença em relação ao muco cervical é que essa massinha se dissolve rapidamente entre os dedos. 

Muco cervical 

O muco cervical é o fluido formado pelo colo do útero. Durante a fertilidade, ele se manifesta em abundância, pois possibilita tanto a sobrevivência de possíveis espermatozoides, quanto a chegada destes até o útero e tubas uterinas, onde pode ocorrer a fecundação.

Por outro lado, quando estamos fora do período fértil, é possível perceber pouco muco (a consistência varia de pessoa para pessoa) ou aspecto mais seco. Esse muco forma um “tampão” e serve para manter o colo do útero fechado e protegido. 

Lubrificação 

Por fim, podemos citar a lubrificação vaginal, que nada mais é do que um líquido lubrificante natural que se forma no canal vaginal e na vulva. Essa lubrificação diminui fricções durante a masturbação ou sexo e vai aumentando conforme estamos excitadas. 

Qual secreção vaginal é considerada normal?

Considera-se normal ter uma secreção transparente, branca ou amarelada, sem sintomas associados.

Na prática, você pode perceber uma descamação vaginal – geralmente branca, que dissipa quando você esfrega os dedos. Ou ainda pode ser o muco cervical – esse com textura aquosa, cremosa ou pegajosa. 

Além disso, fique atenta às características mais comuns de que algo não vai bem: cheiro fétido, fluido de coloração verde ou acinzentada, coceiras, vermelhidão e dores. 

Leia também: Menstruação com cheiro forte: o que pode ser? Saiba como avaliar

Como é a secreção vaginal na gravidez?

E durante a gravidez, é normal ter secreções? 

É normal e, inclusive, pode ser que a gestante sinta-se mais úmida que o habitual. Isso ocorre porque durante a gestação, as glândulas vaginais produzem mais secreções, pois o corpo está produzindo muitos hormônios nesse período.

Essa secreção em excesso pode até gerar confusão. “Algumas mulheres confundem essa secreção com perda de urina ou acha que a bolsa rompeu” ressalta a ginecologista Dra. Camila Prestes, pela experiência no consultório. 

Em resumo, não é necessário se desesperar. Basta aprender a perceber essas diferentes secreções diárias e aos poucos o processo se torna rotineiro. Além disso, sem sintomas não é preciso se preocupar.

E, em caso de dúvidas, dividir as questões com uma/um obstetra pode ser super positivo para evitar qualquer complicação.

O que é o exame de secreção vaginal e para que serve?

O exame de secreção vaginal não é um exame de rotina. Trata-se de um procedimento utilizado na investigação de condição de saúde específica. 

Esse recurso é muito utilizado, por exemplo, para identificar vaginose ou outras infecções vaginais. Sempre pergunte ao seu médico ou médica os objetivos de uma solicitação dessas e não deixe de conferir nosso texto sobre quais exames de rotina fazer! 

Leia também: Cor da menstruação: descubra o que significa cada uma

banner-secrecaovaginal
Post anterior
Próximo post

Deixar comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados